17/02/2011 - 19:50 Atualizado em 17/02/2011 - 19:52

Novo mínimo tem aumento abaixo do índice de inflação

O salário mínimo passou de R$510 para R$545

Da Redação / TV Tem

 

 

 

 

 

A partir de março o trabalhador e aposentados que ganham um salário mínimo terão aumento nos rendimentos. O mínimo passará de R$510,00 para R$545,00. O reajuste pequeno mostra o momento delicado que o governo atravessa para conseguir segurar a inflação.

 

 

 

R$35,00. Esse é o valor que o trabalhador vai receber a mais quando o novo mínimo começar a ser pago, no próximo mês. A novidade não agradou muito Neide. Ela é aposentada e sobrevive com um salário mínino. Quase metade do que recebe de aposentadoria gasta na compra de remédios.

 

 

 

O valor do novo salário mínimo aprovado pelos deputados, em Brasília, na quarta, é de R$545,00. Desde 97, essa é a primeira vez que o reajuste do salário mínimo fica abaixo do índice de inflação. Isso quer dizer que em um ano o poder de compra do trabalhador caiu 1,3%.

 

 

 

Mas afinal, o que dá pra colocar no carrinho com esse pequeno aumento? Bom, o consumidor vai poder comprar quatro pãezinhos franceses a mais por dia. Já na compra do mês, o aumento vai garantir no carrinho do supermercado dois quilos a mais de frango, dois de arroz e outros dois de feijão.  

 

 

 

O economista Eduardo Rino explica que o governo não foi generoso no aumento porque precisa controlar a inflação. Taxas de juros mais altas e menos dinheiro no bolso são medidas para frear as comprar do consumidor e segurar o aumento de preços que está voltando a assustar.

 

Comentários

  • Nenhum comentário para esta notícia. Seja o primeiro a comentar.
AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal temmais.com. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal temmais.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.