13/09/2011 - 20:03 Atualizado em 13/09/2011 - 20:04

Dilma Rousseff lança pedra fundamental de estaleiro em Araçatuba

A presidente e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, chegaram na manhã desta terça-feira ao noroeste paulista; aproveitamento da hidrovia Tietê-Paraná deve melhorar

Da Redação / TV TEM

 

 

 

 

 

 

Na segunda visita presidencial à região em menos de um mês, o anúncio de R$ 1,5 bilhão para a hidrovia que cruza o noroeste paulista, Dilma Rousseff esteve em Araçatuba para inaugurar as obras do estaleiro que vai construir as barcaças do etanol.

 

No porto do rio Tietê, Dilma Rousseff e o governador Geraldo Alckmin eram esperados por prefeitos, deputados e moradores de toda a região. Ela foi recebida com muitas palmas e também aplaudiu. A presidente elogiou a apresentação de um coral de crianças de uma escola da cidade. Depois, descerrou a placa que inaugura as obras e comentou a importância do transporte pela hidrovia Tietê-Paraná.

 

No estaleiro serão fabricadas 80 barcaças com capacidade para transportar 4 bilhões de litros de etanol por ano. O combustível, produzido na região, será levado pelo rio até Anhembi e, depois, seguirá pelos dutos até o porto para exportação. Um investimento do Governo Federal de R$ 40 milhões, que deve gerar cerca de 2 mil empregos diretos e indiretos.

 

O estaleiro deve ficar pronto no ano que vem, mas só começa a funcionar em 2013. Para utilizar melhor todo o potencial da hidrovia Tietê-Paraná, mais investimentos serão necessários. A previsão é que em agosto de 2012 a primeira barcaça esteja pronta, mas o transporte ainda vai depender do terminal onde o combustível ficará armazenado. O ministro de transportes, Paulo Sérgio Passos, reafirmou a necessidade de melhorias.

 

Por isso, o governador e a presidente assinaram um protocolo de intenções para obras na hidrovia.

 

 

 

 

A CHEGADA - A presidente Dilma Rousseff chegou a Araçatuba, na manhã desta terça-feira (13). Ela participa da inauguração de obras do estaleiro, que deve gerar mais de 2 mil empregos diretos e indiretos. Dilma está acompanhada do governador Geraldo Alckmin e políticos da região.

 

TV TEM - REPRODUÇÃO
Dilma e Alckmin durante cerimônia em Araçatuba

 

OBRAS - O estaleiro deve ficar pronto no ano que vem, mas entra em funcionamento em 2013. O diretor de projetos da empresa que será responsável pela obra visitou o terreno onde o terminal será construído. O objetivo é facilitar o transporte de etanol pela hidrovia Tietê-Paraná. O terminal complementará o projeto para o escoamento do álcool produzido na região de Araçatuba. O município também terá um estaleiro onde serão construídos 20 comboios, cada um formado por um empurrador e 4 barcaças, que farão o transporte do álcool.

 

Leia ainda: Confira na íntegra o discurso da presidente durante visita em Araçatuba

 

As obras devem começar no segundo semestre desde ano. Um investimento de mais de R$ 430 milhões, que deve gerar mais de 500 empregos. De acordo com o prefeito de Araçatuba, Cido Sério, a preocupação agora é qualificar esses trabalhadores.

 

TV TEM - REPRODUÇÃO
Dilma visita a região noroeste pela segunda vez
 

 

IMPORTÂNCIA DO ESTALEIRO - O estaleiro é de grande importância para o desenvolvimento econômico do interior. Principalmente para o escoamento do etanol produzido no noroeste paulista. Com o estaleiro, o aproveitamento da hidrovia Tietê-Paraná deve melhorar. Apesar de ligar três regiões estratégicas do país, o canal é pouco utilizado. Águas tranquilas, próprias para a navegação. A hidrovia Tietê-Paraná interliga as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, os principais pólos do agronegócio no País.

 

TV TEM - REPRODUÇÃO
Dilma cumprimenta os convidados

 

A hidrovia permite a navegação pelo Rio Piracicaba a partir do encontro com o Tietê. Pelo Tietê, do rio Paraná até a cidade de Conchas. Pelo Paranaíba, desde a Hidrelétrica de São Simão, até o rio Paraná. Pelo rio Grande, desde a usina de Água Vermelha, também até o Paraná. Pelo próprio rio Paraná, desde o encontro do rio Grande com o Paranaíba, até a usina de Itaipu. E pelo canal de Pereira Barreto, que liga a barragem da hidrelétrica de Três Irmãos ao rio São José dos Dourados. São mais de 2 mil quilômetros de rios e canais. Uma alternativa barata para escoar a produção de etanol da região.

 

TV TEM - REPRODUÇÃO
Auditório lotado durante a cerimônia de lançamento do estaleiro

 

Transportar o etanol pela hidrovia é muito mais barato que pelas rodovias. O custo do frete, por exemplo, chega a ser três vezes menor. Uma embarcação pode substituir 180 caminhões. Apesar das vantagens, a hidrovia vem sendo pouco utilizada. Atualmente, apenas barcaças de grãos, como soja e milho, atravessam essas águas. O que representa o uso de apenas 12% da capacidade de transporte. A implantação do estaleiro tem o objetivo de mudar essa situação. Os empurradores e barcaças que vão ser construídos em Araçatuba devem transportar até 4 bilhões de litros de etanol por ano. A revitalização da hidrovia é um investimento de R$ 430 milhões.

 

Após o lançamento da pedra fundamental, a concessionária responsável pela construção do estaleiro tem um ano para entregar o primeiro comboio. A partir daí, a previsão é que um novo conjunto de empurrador e barcaças seja entregue a cada 60 dias até a conclusão do projeto em 2015.

 

TV TEM - REPRODUÇÃO
Expectativa é a de gerar 2 mil empregos diretos e indiretos

 

 

 

 

 

 

Patrícia Mendonça / TV TEM
Primeiro passo foi dado nesta terça-feira

 

Patrícia Mendonça / TV TEM
Equipe de tv oficial transmitiu toda a cerimônia em Araçatuba

 

 

 

Comentários

  • Nenhum comentário para esta notícia. Seja o primeiro a comentar.
AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal temmais.com. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal temmais.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.